sexta-feira, julho 21, 2006

Tu sabes o que é morrer, minha dor, minha alegria.Morrer é passar um dia, todo inteiro sem te ver.



Adoro em ti, esses teus tempos de menino

Pois foi então que Deus traçou o meu destino

Nas horas tristes com a mãe a abençoar

Eras tu ó minha terra

Doce afago a confortar



Ó minha terra, onde eu nasci

Quantas saudades eu tenho de ti

O amor redobra, com as saudades

Tu és para mim o doce toque das trindades



Ai,ai,ai...ai,ai,ai

Velhos caminhos como é bom voltar

Ai,ai,ai...ai,ai,ai

Doces caminhos deixai recordar



Eu quero ouvir os teus pardais ao desafio

Quero sentir a sombra amiga do Estio

Em teus folgedos reviver com emoção

Ó pião da minha infância

Vem de novo à minha mão

Sem comentários: