sexta-feira, julho 21, 2006



A Afurada é um recanto, que cheira a maresia, na acentuada curva do rio. As traineiras, último baluarte de pescar além da barra, para além das areias do Cabedelo, repousam no cais balouçando ao sabor da brisa numa dança suave e fresca...

Sem comentários: