sexta-feira, julho 21, 2006





Nunca te deixo, nem perco do olhar, mas deixa-me beijar a terra que abençoas...

Sem comentários: