sexta-feira, julho 21, 2006




Fortes são as correntes que te prendem, que te amarram. Mais forte é o acto de existir...

Sem comentários: