sexta-feira, julho 21, 2006




Fico doido ao vê-los, são o meu tesoiro, lá longe, ao cair da tarde...

Sem comentários: